Escolha uma Página

Na soma, o prejuízo estimado para a rede de propagação de fake news e discurso de ódio foi de R$ 1.495.712,00.

Na última semana (18), o Sleeping Giants Brasil completou quatro meses de atuação desmonetizando portais de propagação de fake news e discurso de ódio. Na estratégia do grupo está a prática de constranger patrocinadores de anúncios que aparecem com suas marcas em tais portais. Assim, sem patrocinadores, os portais expostos perdem parte significante (ou até a totalidade) de sua renda. Inclusive, no Blog Mapeo já falamos sobre a desarticulação das milícias digitais e o papel do Sleeping Giants.

Diante do marco dos quatro meses, realizamos um levantamento a partir de Threads de Report do Sleeping Giants Brasil dos últimos quatro meses (1º mês, 2º mês, 3º mês e 4º mês), apresentando os principais números e resultados contra as criminosas redes de desinformação espalhadas pela internet.

Quatro meses com resultados

1º mês | Tendo início em maio deste ano, o Sleeping Giants Brasil teve como seu primeiro alvo o Jornal da Cidade Online. Segundo estimativa, apenas no primeiro mês, o JCO perdeu aproximadamente R$ 257.040,00. Além, o portal Conexão Política, também conhecido pela prática de propagação de notícias maliciosas, perdeu cerca de R$ 70.372,00 no mesmo mês.

Além do constrangimento aos patrocinadores, o Sleeping Giants Brasil conseguiu mobilizar o bloqueio da vakinha (apoia.se) do Grupo 300, significando um prejuízo de R$ 80 mil ao grupo que na época protestava em frente ao STF e organizou acampamento paramilitar ameaçando golpe de Estado. Além, foram bloqueadas as vakinhas do Jornal da Cidade Online (R$ 19 mil), de Bernardo Kuster (R$ 16 mil), do Conexão Política (R$ 2,9 mil) e da Sara Giromini Winter (R$ 2,5 mil).

| Total do 1º mês: R$ 447.612,00

2º mês | No segundo mês, o principal alvo foi o Brasil Sem Medo, conhecido por propagar notícias maliciosas e pró-Bolsonaro. Como resultado, 228 empresas bloquearam seus anúncios no BSM, causando uma perda de R$ 236 mil ao portal. Novamente, o Jornal da Cidade Online perdeu aproximadamente R$ 207 mil no mês, enquanto o Conexão Política perdeu cerca de R$ 70 mil no mês.

Dando continuidade às vakinhas já bloqueadas e ampliando a denúncia, o Sleeping Giants Brasil causou um prejuízo no mês de R$ 40.200,00 às vakinhas (apoia.se) ligadas às redes de propagação de fake news e discurso de ódio.

| Total do 2º mês: R$ 553.200,00

3º mês | Dentre as principais conquistas do Sleeping Giants Brasil está o bloqueio do PayPal de Olavo de Carvalho, cortando o fluxo do financiamento do Guru do Presidente e levando Olavo a xingar Bolsonaro e ameaçar derrubar o Governo.

Até então, 518 empresas bloquearam seus anúncios em diversos sites de propagação de fake news, somando um prejuízo de R$ 173.500,00 para a rede de desinformação no mês, além das vakinhas bloqueadas, causando uma perda de mais R$ 53.200,00.

| Total do 3º mês: R$ 226.700,00

4º mês | Até então, toda mobilização do Sleeping Giants Brasil levou um total 578 empresas bloquearam seus anúncios em diversos sites de propagação de fake news, replicando o prejuízo do mês anterior (R$ 173.500,00) para a rede de desinformação também neste mês. Além, as vakinhas bloqueadas no mês resultaram uma perda de R$ 94.700,00 para a rede de desinformação.

| Total do 4º mês: R$ 268.200,00

Além das centenas de empresas constrangidas a bloquear seus anúncios e das dezenas de vakinhas denunciadas por alimentar a rede de ódio, o Sleeping Giants Brasil tem demonstrado o potencial do ciberativismo no enfrentamento cotidiano às milícias digitais. Ainda que muito da rede de ódio siga utilizando de instituições diversas para enraizar sua narrativa e dissolver a realidade, o cerco tem se materializado ao expor os exploradores do povo e da realidade.